No que diz respeito à culinária, a forma como os alimentos são preparados pode afetar os resultados da dieta, por isso é fundamental que o nutricionista conheça as melhores técnicas de preparo dos alimentos.

Por ter total domínio do assunto, o profissional está mais bem preparado para orientar corretamente seus pacientes durante o acompanhamento nutricional.

Por isso, no post de hoje selecionamos as melhores técnicas de preparar alimentos de forma saudável para ajudá-lo nessa missão. 

Faça mudanças saudáveis

Muito do sucesso de um plano alimentar está nas mudanças saudáveis ​​que você faz ao escolher e preparar os alimentos. Pensando nisso, temos alguns exemplos:

Arroz

Uma forma de diminuir as calorias do arroz é cozinhá-lo apenas em água e sal, sem adicionar óleo de cozinha. Panelas elétricas de arroz são boas opções para tornar esta preparação mais leve, mas panelas antiaderentes também funcionam.

Frango

Uma parte considerável da gordura do frango está na pele, portanto, a simples remoção da pele durante o cozimento reduzirá a ingestão de gordura dos alimentos.

Aposte na cozinha ideal

Para melhorar a qualidade nutricional dos alimentos, uma forma simples e fácil de implementar em casa é apostar no cozimento a vapor. Legumes e até peixes e galinhas podem ser cozidos no vapor. Este preparo alimentar irá garantir a diminuição do uso de certos ingredientes muito calóricos, como o óleo.

Além disso, vegetais podem ser consumidos sem temperos, de forma que o paciente comece a sentir o sabor natural da comida e realmente comece a adquirir novos hábitos alimentares.

Diminuir o sal

O excesso de sal pode causar hipertensão e outros riscos à saúde, portanto, reduzir a ingestão de sal é um dos protocolos para preparar alimentos saudáveis. Além disso, no sentido de reeducar o paladar do paciente, quanto menos sal o alimento tiver, mais se destacarão os outros sabores do alimento.

Use especiarias naturais

E já que estamos levantando a bandeira para a redução de sal, uma maneira simples de compensar isso é usar ervas e especiarias naturais em excesso. Em geral, as pessoas acreditam que é o sal que dá sabor ao prato, porém, na prática, isso está longe da verdade.

Instrua seus pacientes a usar alho e cebola e incentive-os a descobrir novos sabores usando pimenta-do-reino, cominho, noz-moscada, açafrão e curry.

Por meio de pequenas mudanças no dia a dia, é possível fazer uma grande diferença nos resultados alimentares. Essas mudanças trarão muito prazer e satisfação aos seus pacientes quando descobrirem, na prática, que com ajustes simples você pode comer muito bem de forma saudável.