A quinoa é uma semente nativa dos Andes que está cada vez mais presente na alimentação pelos benefícios para a saúde e também pelo valor nutritivo. Não contém glúten, é rico em fibras, tem alto teor de proteínas e também lisina, vitaminas B e minerais, como magnésio, zinco, cobre, ferro, manganês e potássio.

Embora sua forma mais natural seja encontrada em sementes ou grãos, a quinua também pode ser consumida como farinha. Por ser rico em fibras, ajuda a regular o trânsito intestinal, além de proporcionar mais saciedade. Também devido ao seu alto teor protéico, pode ser consumido como suplemento protéico em um prato vegetariano ou para quem deseja reduzir o consumo de carne.

Em 45 g de grão (o equivalente a ¼ xícara de chá), encontramos 29 g de carboidratos, 6,3 g de proteína e 3,1 g de fibra.

Alguns dos benefícios da quinoa:

Redução do colesterol: por conter fibras e ácidos graxos ômega 3 e 6, auxilia na regulação dos triglicerídeos. Vale lembrar que uma boa alimentação em um contexto geral potencializa essa ação.

Alternativa para diabéticos: por ter baixo índice glicêmico e ser fonte de fibras, a quinua não causa picos glicêmicos, o que ajuda a regular os níveis de glicose no corpo.

Alternativa para celíacos – A quinua é uma semente sem glúten, portanto, pode ser consumida sem medo por quem sofre da doença.

Ajuda o trânsito intestinal – suas fibras ajudam a aumentar o bolo fecal, além de acelerar sua eliminação.

Fortalece o corpo: além de ser fonte de vitaminas que aumentam nossa imunidade, ainda é rico em aminoácidos essenciais (como valina, leucina e isoleucina), que auxiliam na formação e manutenção dos músculos.

Como incluir quinoa em sua dieta

Aqui estão algumas opções sobre como incluir a semente em sua dieta:

– Cozido, substituindo o arroz;

– Em bolos e biscoitos (farinha) como substituto da farinha de trigo convencional;

– Em smoothies de frutas para dar mais proteína e saciedade;

– Polvilhado nas frutas;

– Em iogurte;

– Em saladas.

Leia mais sobre as 8 melhores frutas do verão